Helicóptero que caiu em São Caetano está irregular, diz Anac
2:38 am - sábado setembro 23, 2017

Helicóptero que caiu em São Caetano está irregular, diz Anac

Edição e postagem: Denison Duarte, em 04-10-2013 22:55 | Última modificação: 04-10-2013 22:58
Educandário Menino Jesus

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou na tarde desta sexta-feira, 4, nota informando que a situação do helicóptero que se acidentou mais cedo em São Caetano do Sul, no ABC, é "irregular". A ocorrência, em uma praça da cidade, deixou quatro feridos – o piloto, um mecânico e o dono do helicóptero, além de uma pedestre.

A aeronave tinha dois documentos vencidos desde o ano passado, segundo o órgão: a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA). A data de validade do primeiro expirou em 3 de junho de 2012. A do outro, em 3 de abril de 2012.

O helicóptero, da marca Bell Helicopter, tinha peso máximo de decolagem de 1.452 quilos e número máximo de quatro passageiros. No momento da queda, havia três pessoas a bordo – a quarta vítima se feriu em solo.

A aeronave pertence a uma empresa, cujo nome não foi divulgado pela Anac. O caso está sendo investigado pelo Centro de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). "As causas do acidente só serão evidenciadas após o término da investigação pelo Cenipa", informou a Anac em nota.

Quando for aberto, após a apuração do Cenipa, o processo administrativo da Anac verificará se o piloto tem habilitação e certificado médico aeronáutico válido. "Se houver comprovação de irregularidades, os responsáveis podem ser autuados e multados, além da possibilidade de suspensão ou cassação de licenças, habilitações e certificados", prossegue o texto.

As vítimas foram encaminhadas para o Hospital Albert Sabin, em São Caetano do Sul.

A comerciante Gisele Soares, que trabalha na Avenida Goiás, via onde caiu o aparelho, testemunhou a queda do helicóptero. "Estava parando o carro na hora que o helicóptero começou a bater nos postes de luz, caindo no meio da Praça da Bíblia. Achei que fosse um caminhão que estava capotando."

Já o engenheiro Valdivo José Megali Júnior estava na sacada de seu apartamento, na mesma avenida, quando enxergou o helicóptero voando abaixo da linha dos prédios. "Ele estava fazendo curvas acentuadas e em alta velocidade. Ia e voltava, dando a impressão de que estava tentando buscar um lugar para pousar."

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE