Chuvas deixam ao menos 5 mil desabrigados em Santa Catarina
2:55 am - sábado setembro 23, 2017

Chuvas deixam ao menos 5 mil desabrigados em Santa Catarina

Edição e postagem: Denison Duarte, em 22-09-2013 20:39 | Última modificação: 22-09-2013 20:39
Educandário Menino Jesus

Florianópolis, 22 set (EFE).- As fortes chuvas que atingem ou atingiram nas últimas horas 51 cidades de Santa Catarina, obrigaram pelo menos 5 mil pessoas a deixarem suas casas, de acordo com informações da Defesa Civil do estado.

De acordo com boletim divulgado às 16h (horário de Brasília) pelo órgão, 51 cidades foram afetadas. Segundo porta-vozes da própria Defesa Civil, até agora os temporais não provocaram mortes, apenas danos em casas, estradas, além de inundações em bairros inteiros.

Os 5 mil desabrigados ou desalojados foram encaminhados para abrigos coordenados pelas respectivas prefeituras, ou se encaminharam para casas de amigos ou familiares.

A situação mais critica em território catarinense é na cidade de Rio do Sul. Em estado de emergência no sistema de nível de rios (CEOPS) até as 10h de hoje, a cidade tem 1.050 pessoas desalojadas; 472 pessoas desabrigadas.

As fortes chuvas já provocaram grandes transbordamentos ao longo da bacia do Rio Itajaí, que atravessa inclusive Rio do Sul. Com isso, várias regiões da cidade, de 60 mil habitantes ficaram inundadas, segundo a Defesa Civil.

Outras cidades muito atingidas pela força das chuvas ou por granizo foram Blumenau, Agronômica, Canoinhas, Caçador, Gaspar, Ilhota, Indaial, Itajaí, Ituporanga, Lages, Lontras, Pouso Redondo, Presidente Getúlio, Rio do Oeste, Rio Negrinho, Saltinho, Santa Terezinha do Progresso, São José dos Cedros, Trombudo Central, Vitor Meirelles, entre outras.

No site do governo do estado, consta a informação que a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) iniciou processo de desligamento do sistema nas regiões que ainda estão alagadas, entre elas nas cidades de Blumenau e Itajaí.

‘O corte preventivo de energia é necessário para garantir a segurança da população, evitando curtos e descargas elétricas nos pontos onde as equipes da Celesc não conseguem mais chegar. Mesmo com a interrupção da energia, a Celesc pede aos moradores que também desliguem os disjuntores dentro das casas’, diz a nota.

Ainda de acordo com o governo estadual, a chuva vem diminuindo neste domingo, com variação entre 5 mm a 15 mm nas áreas já afetadas.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE