11:51 am - terça-feira novembro 21, 2017

Baderna e descontrole são criticados por ministro da Defesa durante manifestações em Brasília

Edição e postagem: Denison Duarte, em 24-05-2017 17:54 | Última modificação: 24-05-2017 17:54
Baderna e descontrole são criticados por ministro da Defesa durante manifestações em Brasília

Foto: Folha de São Paulo

Hospital de Olhos

Os episódios de vandalismo e depredação durante os protestos em Brasília foram classificados pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann como “baderna” e “descontrole“, o que o levou a solicitar reforço das Forças Armadas para o controle da situação na Esplanada dos Ministérios.

Ele fez um pronunciamento em nome do presidente Michel Temer e disse que a manifestação “degringolou para violência, vandalismo, desrespeito, agressão e ameaça”.

As tropas federais foram acionadas para o Palácio do Planalto e ao Palácio do Itamaraty para os prédios ministeriais.

“O presidente ressalta que é inaceitável a baderna, o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar um processo que se desenvolve de maneira democrática e em respeito às manifestações“, disse.

Um decreto, em edição extra do Diário Oficial da União”, foi assinado para publicação autorizando que as Forças Armadas sejam empregadas até a quarta-feira (31) com o objetivo de garantir a lei e a ordem no Distrito Federal.

Segundo a Folha de São Paulo, os movimentos de esquerda e as centrais sindicais organizaram o protesto que resultou em atos de vandalismos contra prédios dos ministérios.

O alvo das manifestações são as reformas previdenciárias e trabalhistas, além de pedido de novas eleições diretas no país.