1:17 pm - segunda-feira novembro 20, 2017

Rali Dacar: moto pega fogo, piloto desiste

Edição e postagem: Denison Duarte, em 09-01-2014 21:53 | Última modificação: 09-01-2014 21:56
Rali Dacar: moto pega fogo, piloto desiste

Hospital de Olhos

Os portugueses estão lamentando o azar de seus pilotos no Rali Dacar de 2014. Carlos Sousa, Francisco Pita, Rúben Faria e Paulo Gonçalves tiveram que abandonar a competição, na Argentina.

Nesta quinta-feira, quando liderava a quinta etapa na sua categoria, o campeão mundial Gonçalves teve a moto incendiada e deu adeus à prova. Sua Honda CRF 450 ficou completamente em chamas, mas ele passa bem.

“Estou desolado, muito triste por ver terminada a prova desta maneira”, afirmou. “Parei de imediato e fiz de tudo para parar o incêndio. Não foi possível. Senti-me impotente, já não havia nada a fazer”.

Terça-feira, ele já havia perdido cerca de duas horas para ajudar o também motociclista Faria, que sofreu uma queda e deixou a disputa.

Entre os carros, Sousa foi desclassificado e Pita sofreu problemas mecânicos.

O brasileiro Jean Azevedo foi outro a sair do rali, após enfrentar defeito na sua moto e não completar requisitos básicos do percurso.

A 36ª edição do rali começou domingo, na argentina Rosário, e terminará no dia 18, na chilena Valparaíso, depois de 13 etapas e mais de 8 mil km.