2:21 am - terça-feira novembro 21, 2017

Patolino castiga americano e vence 1ª no UFC

Edição e postagem: Denison Duarte, em 29-12-2013 01:35 | Última modificação: 29-12-2013 01:36
Patolino castiga americano e vence 1ª no UFC

Hospital de Olhos

O UFC 168 tem como principal evento a revanche de Anderson Silva contra Chris Weidman pelo cinturão dos médios, mas já contou com vitória brasileira nas primeiras lutas. O card preliminar viu William “Patolino” Macário superar Bobby Voelker na decisão dos jurados no segundo duelo da noite, enquanto Gleison Tibau foi nocauteado em Las Vegas por Michael Johnson.

Para Patolino, a vitória sobre Voelker significou o primeiro triunfo da carreira. O carioca fez parte da segunda edição brasileira do reality show The Ultimate Fighter e foi derrotado por Léo Santos na final do programa. Já seu adversário viu o terceiro revés consecutivo.

Michael Johnson acerta Gleison Tibau em vitória por nocaute Foto: ReutersPatolino enfrentou na segunda luta da noite o veterano Bobby Voelker, que vinha de momento ruim, e fez um bom primeiro round, em que dominou o centro do octógono e golpeou duramente o adversário. Com muito apoio da torcida, o carioca viu o americano equilibrar a disputa no segundo assalto, mas conseguiu uma sequência boa nos instantes finais.

 O rosto de Voelker se transformou em uma massa vermelha por conta dos golpes de Patolino, que abusava dos socos e cotoveladas. O árbitro brasileiro Mário Yamasaki chegou a interromper a luta par que o médico analisasse se o americano tinha condições de lutar, o que foi confirmado. A situação se repetiu no terceiro round, e Patolino segurou sua vantagem para ter a vitória confirmada por decisão unânime dos jurados (30/27, 30/27 e 30/27).

“Meu cabelo deu uma mudada de cor, está mais vermelho do que amarelo. Daqui a pouco vou tomar banho e ficar loirinho de novo. Dei golpes muito duros, ele sentia e voltava. Ele aguenta muita pancada. Me impressionei, mas nada que eu não pudesse resolver”, disse o brasileiro ao Sportv depois da vitória.

Dennis Siver golpeia Manny Gamburyan em dura vitória em Las Vegas Foto: AP

Mais tarde, Gleison Tibau entrou no octógono para buscar sua terceira vitória seguida. Assim como Patolino, o potiguar contou com o apoio da torcida brasileira, mas não repetiu o desempenho do compatriota. O experiente atleta viu o americano Michael Johnson ser superior e conseguir o nocaute a 1min32s do segundo round com um rápido soco.

Card preliminar tem 1º vitória de Hall no UFC

O UFC 168 já começou com um nocaute em sua primeira luta do card preliminar. Depois de dois rounds duros e enroscados, o americano Robbie Peralta avançou no início do último assalto e acertou uma pesada sequência de socos no rosto de Estevan Payan, tendo assim sua vitória decretada com apenas 12 segundos.

A terceira luta do UFC 168, depois da vitória de Patolino, viu um duelo bastante equilibrado entre o americano John Howard e o afegão Siyar Bahadurzada. Enquanto o atleta da casa tentava levar a luta para o chão, o asiático mostrava bom volume de golpes na trocação. Howard chegou a erguer o rival sobre os ombros e atirá-lo contra o chão do octógono no segundo round, mas sua vitória veio somente na decisão dos jurados: 30/27, 30/27 e 30/27.

A seguir, o evento de Las Vegas recebeu um combate bruto na quarta luta. Nascido na Rússia e naturalizado alemão, Dennis Siver buscou finalizar o armênio Manny Gamburyan durante boa parte do duelo, mas viu o adversário fazer uma boa resistência. A vitória saiu por decisão unânime, com os jurados creditando um dos rounds para Gamburyan: triunfo de Siver por um triplo 29/28.

Depois que Tibau foi nocauteado por Johnson, o UFC 168 pôs frente a frente dois atletas precisando provar seu valor. Veterano, o americano Chris Leben entrou no octógono com uma sequência de três derrotas, enquanto o jamaicano Uriah Hall, grande destaque do reality show TUF 17, perdeu suas duas lutas anteriores.

 Entre experiência e juventude, quem se deu melhor foi Hall. O jamaicano iniciou a luta com um chute forte no peito do adversário e passou o primeiro round golpeando duramente o rosto do adversário. O americano ficou perto de ser nocauteado ao fim o assalto, mas foi salvo pelo gongo. Mesmo assim, optou por desistir da luta e dar a vitória por nocaute técnico a Hall.