Na volta de Valdivia, Palmeiras vence o ASA e embala mais uma vez na Série B
2:33 pm - sexta-feira setembro 22, 2017

Na volta de Valdivia, Palmeiras vence o ASA e embala mais uma vez na Série B

Edição e postagem: Denison Duarte, em 10-09-2013 23:26 | Última modificação: 10-09-2013 23:26
Educandário Menino Jesus

A conta do Palmeiras não é das mais difíceis: a meta é fazer os mesmos 42 pontos do primeiro turno e, assim, ao fim do campeonato, se sagrar campeão.

Depois de quatro jogos de jejum, o time alviverde repetiu a dose do último sábado e voltou a ganhar nesta terça-feira, contra o ASA, diante das cerca de nove mil pessoas que foram ao Pacaembu acompanhar a vitória de 3 a 0. A esperança do técnico Gilson Kleina é que a equipe possa embalar novamente e aumentar a vantagem que hoje é de 15 pontos para o América-MG, quinto colocado.

Ao contrário da partida disputada em Arapiraca, em maio – foram três gols em 42 minutos -, o Palmeiras enfrentou dificuldade para se livrar da marcação dos visitantes e contou com um gol de Alan Kardec em jogava individual, no fim da etapa inicial, para abrir o placar. Ele havia perdido pênalti minutos antes. Wesley e Serginho completaram no segundo tempo.

Ao todo, Kleina teve oito desfalques para receber os alagoanos, sendo forçado a improvisar mais uma vez Wendel na lateral direita, recuar Wesley para fazer companhia a Márcio Araújo e manter Felipe Menezes na armação.

Liberado pela seleção chilena do amistoso contra a Espanha, realizado nesta terça-feira e que acabou empatado em 2 a 2, Valdivia voltou antes do previsto e foi relacionado para o jogo. Ele entrou em campo no segundo tempo e acertou até o travessão.

Com o resultado no Pacaembu, o Palmeiras chega aos 48 pontos e abre cinco de vantagem sobre a vice-líder Chapecoense, que perdeu mais cedo para o Oeste. O ASA segue na briga contra a degola, com 23 pontos, apenas um à frente de São Caetano e América-RN, que abrem o Z4.

Na próxima rodada, a equipe de Arapiraca recebe o Joinville diante de seus torcedores, na sexta-feira. No dia seguinte, o alviverde paulista visita o América-MG em Belo Horizonte, na Arena Independência.

O jogo – O ASA não dava espaço ao Palmeiras. Com uma marcação homem a homem, o time sufocava a armação alviverde – desfalcada de Mendieta, suspenso, e Valdivia, que voltava de lesão – e abria espaço para que apenas os atletas que vinham da defesa saíssem com a bola. A estratégia funcionou durante boa parte do primeiro tempo.

Principal articulador dos donos da casa, Felipe Menezes não conseguia se desvencilhar da parede alagoana e, assim, deixava a criação a cargo de nomes como o zagueiro Vilson, que subiu por diversas vezes, arriscando de fora da área e tentando até tabelar.

Não vinha dando certo.

Os comandados de Kleina até ameaçaram em arremates à distância, mas precisou que Márcio Araújo surgisse no meio da defesa do ASA e cavasse pênalti para que o Palmeiras chegasse aos 33 minutos. O artilheiro Alan Kardec pegou a bola e bateu bem, rasteiro e no canto. O goleiro Gilson, no entanto, foi ainda melhor que ele e voou para colocar o chute pela linha de fundo.

A frustração do pequeno público do Pacaembu durou apenas três minutos. Wesley tocou para Kardec na meia-lua, o atacante segurou e bateu cruzado. O chute entrou mansamente no canto oposto de Gilson.

Na volta do vestiário, o Palmeiras não precisou de mais do que quatro minutos para ampliar. Depois de cruzamento, Wendel apareceu do lado esquerdo, tabelou com Alan Kardec na entrada da área e recebeu na frente. Ele mandou no meio e encontrou Wesley, sozinho, para fazer o segundo.

Com o jogo morno, Serginho, que entrou no lugar de Vinícius, fez linda combinação com Kardec, arrancou com liberdade e teve o trabalho de apenas colocar por cima na saída de Gilson para fechar em 3 a 0, aos 34 minutos, uma partida que se desenhava mais complicada.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 X 0 ASA

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 10 de setembro de 2013, terça-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Assistentes: Carolina Romanholi Melo (CE) e Rafael Trombeta (PR)
Cartões amarelos: Leandro (Palmeiras). Gilson, Tiago Garça, Glaybson, Reinaldo (ASA)
GOLS: PALMEIRAS: Alan Kardec, aos 35 minutos do primeiro tempo. Wesley, aos 4, e Serginho, aos 34 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Tiago Alves (André Luiz) e Wendel; Márcio Araújo, Wesley e Felipe Menezes (Valdivia); Vinicius (Serginho), Leandro e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

ASA: Gilson; Maicon, Tiago Garça, Fabiano e Chiquinho Baiano; Glaybson (Kleiton Domingues), Milton Júnior (Reinaldo), Djair e Didira (Tallyson); Wanderson e Lúcio Maranhão
Técnico: Leandro Campos

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE