6:34 am - sábado novembro 18, 2017

Flu sofre terceiro rebaixamento da história

Edição e postagem: Denison Duarte, em 08-12-2013 21:32 | Última modificação: 08-12-2013 21:33
Flu sofre terceiro rebaixamento da história

Hospital de Olhos

O Fluminense disputará a série B do Campeonato Brasileiro pela segunda vez, com o terceiro rebaixamento no torneio nacional em sua história. Apesar de ter vencido o Bahia por 2 a 1 neste domingo, na Fonte Nova, a equipe das Laranjeiras dependia de outros resultados para se salvar e não contou com a sorte. O Coritiba, que tinha que perder para manter o Fluminense na série A, venceu o São Paulo por 1 a 0 e escapou da degola. Náutico e Ponte Preta e Vasco completam a lista dos último quatro colocados.

A queda também foi histórica. O time carioca tornou-se o primeiro campeão nacional a ser rebaixado na temporada seguinte ao título no Brasil. Assim como em 1998, quando jogou a série B, e em 1999, quando disputou a terceira divisão, o time carioca viverá novamente o drama da queda apesar de um elenco com nomes de peso, como Fred, Jean e Diego Cavalieri.

Em 1996, apesar de ter ficado na penúltima colocação, o time das Laranjeiras foi beneficiado pelo caso Ivens Mendes, presidente da comissão de arbitragem da CBF, e que teria negociado resultados de partidas. Assim, a CBF decidiu cancelar o rebaixamento em um episódio polêmico até hoje.

William Barbio abriu o placar no primeiro tempo, enquanto Wagner deixou tudo igual na segunda etapa e Samuel virou o placar nos minutos finais. De nada adiantou. Se em 2009, o Fluminense ‘derrotou’ a matemática e escapou de um descenso considerado certo, desta vez o final foi dramático para a torcida carioca, rebaixada enquanto o time ainda enfrentava o Bahia em campo.

O Fluminense demorou muito para entrar em campo e a partida começou com atraso de oito minutos. Dorival surpreendeu na escalação, apostando no jovem Kennedy, de 17 anos. Ele formou um trio ofensivo com Biro Biro e Rafael Sobis. O time carioca começou nervoso e Anderson Talisca assustou logo aos 5min, em chute de fora da área. Diego Cavalieri defendeu, deu rebote e evitou a segunda conclusão de Marquinhos.

Aos poucos, porém, o Fluminense foi se soltando e crescendo na partida. Aos 19min e aos 21min, Rafael Sobis, em chute de fora da área, e Kennedy, em cruzamento que foi cortado pela defesa rival, levaram perigo ao gol Bahia. Os resultados, porém, não ajudavam. A vitória parcial do Coritiba sobre o São Paulo afundava o time das Laranjeiras à série B.

Abalo logo cedo
Se os resultados não ajudavam, o Fluminense também não fazia sua parte. Apesar de pressionar por alguns minutos, o time carioca não conseguia levar perigo real. Para piorar, aos 42min, Marquinhos Gabriel fez bela jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. William Barbio apareceu livre na área e concluiu de perna esquerda, sem chances para Diego Cavalieri.

O Bahia ainda perdeu o zagueiro Titi minutos após o gol, por conta de uma lesão muscular. Feijão entrou em seu lugar. Nos minutos finais, o Fluminense tentou cercar o adversário, que se encolheu, mas não conseguiu finalizar com perigo. Com um cenário totalmente desfavorável, o zagueiro Gum deixou o gramado demonstrando confiança e otimismo.

“A gente vai reverter, sabemos que está difícil, mas não podemos baixar a guarda jamais. Vamos buscar nosso gol para ter a possibilidade virar a partida. Teremos que nos expor, mas precisamos buscar a virada”, disse o defensor à Globo.

Flu reage
O Fluminense realizou uma mudança para a segunda etapa, com a saída do lateral Igor Julião para a entrada do atacante Samuel. Mais ofensivo, o time carioca melhorou na partida. Rafael Sobis chegou a driblar o goleiro aos 4min, mas na hora da conclusão para o gol vazio, pegou mal na bola e perdeu a chance. O camisa 23, porém, se redimiu seis minutos mais tarde. Após passar por dois marcadores, o atacante cruzou e Wagner apenas completou para o fundo das redes.

O gol do Fluminense fez com que o Bahia mudasse em campo. Marquinhos e William Barbio deram lugar a Diones e Wangler. O técnico Dorival Junior também respondeu com alterações. Kennedy saiu para a entrada do meia Robert, enquanto Rafinha entrou na vaga de Biro Biro.

Coritiba vence e sela rebaixamento
O time das Laranjeiras foi para cima com tudo e conseguiria um novo milagre, caso não dependesse de outras equipes. Aos 37min, Rafael Sobis cobrou a falta na primeira trave e Samuel desviou de cabeça, sem chance para Marcelo Lomba. O Coritiba, porém, confirmava a vitória contra o São Paulo e rebaixava o Fluminense, que ainda estava em campo.

No banco, jogadores já sabiam do resultado e mostraram o abatimento, que era repetido nas arquibancadas. Muitos torcedores choravam no estádio, enquanto na saída de campo, os jogadores falavam em reformulação para tentar a promoção em 2014.

Fonte: UOL