12:05 am - quarta-feira novembro 22, 2017

São Francisco do MA: em crise absoluta, Educação tem folha de pagamento em R$ 600 mil; entenda

Edição e postagem: Denison Duarte, em 21-12-2016 22:43 | Última modificação: 26-12-2016 09:41
Hospital de Olhos

A Secretaria Municipal de Educação de São Francisco do Maranhão, sob a gestão de Egildo José da Silva, a exemplo das demais secretarias, tem como seu maior desafio a atualização da folha de pagamento dos servidores.

O gestor fala da dificuldade em administrar a pasta, cuja folha chega a R$ 600 mil, e com programas funcionando precariamente.

A situação de dificuldade encontrada, segundo ele, é um dos fatores que contribuem para que o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do município, seja um dos piores do estado.

Além da folha de pagamento, outras dificuldades

Egildo José cita ainda que os alunos estudam em más condições de aprendizagem, a começar pela estrutura física das escolas.

“Nós estamos cadastrando o município no programa Escola Digna para reconstruir com alvenaria todas as escolas de taipa do município. Nós assumimos a pasta, mas nos deparamos com muitos problemas, um deles é o mau funcionamento de programas como Brasil Alfabetizado”, disse ele.

A distribuição de merenda escolar, que deveria acontecer normalmente, encontra-se prejudicada em todas as escolas do município. De acordo com o secretário, as escolas estão sem merenda, enquanto o depósito está cheio de alimentos que deveriam ter sido distribuídos aos alunos no decorrer do ano letivo.

“O único problema, em alguns casos, era a falta de um transporte da merenda. Em outros era a falta de gás para preparar os alimentos. Colocamos o gás onde faltava e fizemos a distribuição, mas o ano letivo já encerrou, e os alunos pouco aproveitaram da merenda escolar”, relatou ele preocupado com o prazo de validade.

As escolas do município estão agrupadas nos seguintes polos: sede, Bom Jardim, Caraíbas, Mimoso e São Bento.

“A má distribuição dos alunos é outro fator preocupante. Inclusive, nós pedimos a colaboração dos pais porque precisamos reorganizar essas escolas com distribuição uniforme da quantidade de alunos”, afirmou o secretário dizendo que “há escolas com dez alunos e outras superlotadas”.

Quanto à folha de pagamento, o secretário explicou ao Somos Notícia que havia dois meses em atraso, outubro e novembro.

“Já pagamos o mês de outubro no início de dezembro. Na próxima quinta-feira (dia 22) vamos pagar o 13º Salário, e até o dia 31 de dezembro, vamos pagar o mês de novembro. Assim, vamos deixar em aberto somente o mês de dezembro para o futuro prefeito”, conclui.

Egildo José intitula o trabalho de administrar a pasta municipal da Educação de “missão árdua ao próximo secretário” em razão da falta de organização da folha de pagamento e das condições em que foram recebidas as escolas.

“O futuro prefeito vai organizar a casa. Ele está com o atual prefeito, Elson Aires, pregando o respeito ao povo de São Francisco do Maranhão, como foi falado na campanha eleitoral”, encerra.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE