3:30 pm - sábado novembro 18, 2017

Eleição do STR: vereador Rogério Macêdo diz que Justiça deu a resposta ao prefeito de Amarante

Edição e postagem: Denison Duarte, em 05-11-2015 09:04 | Última modificação: 05-11-2015 15:58
Hospital de Olhos

Depois de quase sete meses à espera da Justiça do Trabalho, o vereador Rogério Macêdo (REDE) se diz “feliz por demais” com a decisão do Juiz de Floriano, Dr. João Luiz Rocha do Nascimento, que, na sentença emitida nesta terça-feira, 3, resolveu anular a eleição do Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), de Amarante.

A eleição aconteceu no dia 24 de abril, pleito que, segundo o juiz, “sem dúvida” houve vícios evidentes que macularam o processo eleitoral da entidade.

O vereador se diz com dupla felicidade: a primeira é pela conquista da equipe de Luíza Neta (Chapa 2) na Justiça, e a outra é pela resposta dada pela própria justiça às provocações feitas a ele pelo prefeito de Amarante, Luiz Neto, na noite do dia 24 de abril, após resultado da eleição.

“O prefeito me ligou para debochar da minha cara naquela noite. Eu achei de muito mal gosto a atitude”, disse Rogério ao afirmar que não vai revidar, mas está “feliz por demais” com a sentença.

Ele intitulou a Chapa representada por Ângela Maria como um mal para Amarante. “Não deixei de apoiar Luíza Neta, Leomar Duarte e toda a equipe por entender que a vitória da Chapa 1 seria um mal para Amarante. Por outro lado, essa equipe que estou apoiando desde o início está muito bem definida no seu plano de administração sindical. Dessa vez há a esperança de lisura no processo eleitoral devido ao exemplo dado pela justiça. ”

A Justiça concedeu um prazo máximo de 90 dias para a realização de nova eleição na entidade. A atual diretoria e a Federação dos Trabalhadores em Agricultura (Fetag), por determinação da Justiça, deverá instituir imediatamente a Comissão Eleitoral para conduzir a próxima eleição.

thumb

Edição, postagem e foto: Denison Duarte