11:38 am - terça-feira novembro 21, 2017

Prefeitura de Amarante deixa comunidade rural sem água por débito de quase 4 anos à Eletrobras

Edição e postagem: Denison Duarte, em 23-05-2016 15:52 | Última modificação: 23-05-2016 20:51
Hospital de Olhos

Sem água – As 52 famílias da comunidade Araras estão buscando água para o consumo no rio Parnaíba porque estão com a energia do poço cortada desde a última sexta-feira (20).

O motivo está na falta de pagamento de 46 faturas de energia do poço da comunidade que fornece água a todas as residências.

Os moradores afirmam ao Somos Notícia que a Eletrobras foi tolerante. “São quase quatro anos que a Prefeitura não paga uma fatura do poço sequer”, disse o morador José Messias.

Após uma reunião entre os membros da comunidade, uma solução para o problema foi apontada e aceita por unanimidade: a partir deste mês, a comunidade vai se responsabilizar pelas novas faturas de luz do poço.

Os moradores visam a transferência de titularidade da conta para a comunidade junto à Eletrobras. “Estamos em conversação para definir essa mudança até o final da tarde de hoje”, reforçou.

Além do consumo da água do rio sem nenhuma forma de tratamento, a população está indo buscar água para todas as necessidades domésticas.

De acordo com os moradores, a Eletrobras afirmou que desligou a energia com a autorização da Prefeitura.

“Nós fomos até a prefeitura, mas não encontramos o prefeito. Fizemos uma assembleia e concordamos em mudar essa titularidade para que isso não volte a acontecer”, conclui José Messias.

Em contato com a prefeitura de Amarante, o Somos Notícia foi informado que a previsão é que até amanhã o problema da titularidade esteja resolvido.

“Houve um engano relacionado a uma matrícula. Estamos tomando as providências para até amanhã estarmos com tudo resolvido”, afirmou o secretário de Administração, José Paulo de Sousa.

Em agosto de 2015, foi iniciada uma negociação de dívidas da prefeitura de Amarante junto à empresa, cujo débito de todo o municipio era da ordem de mais de R$ 4 milhões na Eletrobras. A informação foi repassada pelo gestor gerente de grandes consumidores do poder público, Adaildo Andrade.

Dados da Eletrobras apontavam que o montante da dívida incluía o valor de mais de R$ 1 milhão relativos somente à iluminação pública do município.

Edição e postagem: Denison Duarte