9:22 pm - sábado outubro 21, 2017

Seleção Master de Amarante empata em 2×2 com Seleção Brasileira de Master no Abimael Resende

Edição e postagem: Denison Duarte, em 03-07-2017 08:49 | Última modificação: 03-07-2017 21:26
Seleção Master de Amarante empata em 2×2 com Seleção Brasileira de Master no Abimael Resende

Foto: Denison Duarte

Hospital de Olhos

SELEÇÃO BRASILEIRA DE MASTER EM AMARANTE – Com dois gols, um de Fábio Cruz e outro de Adriano Leite, a Seleção Master de Amarante empatou com a Seleção Brasileira de Master no estádio Abimael Resende na tarde deste domingo (2).

Um gol anulado, feito por Fábio Cruz, levou ao delírio o grande público presente, e daria á seleção de Amarante a vitória de 3×2. “O juiz anulou um dos meus gols e não sabemos o porquê! Amarante provou que está muito bem”, disse Fábio Cruz. Os dois gols de Amarante aconteceram no segundo tempo.

Dos dois gols da Seleção Brasileira, um foi contra; o outro foi marcado pelo atleta Marcelo Ramos, ambos no primeiro tempo.

“Mesmo sendo uma confraternização, dentro do campo o jogo é valendo! A partida quando esquenta fica mais gostosa, mas quando acaba o jogo, acaba também a rivalidade”, reforçou o atleta de Amarante.

A troca de experiência foi muito boa, segundo o atleta Noel – da seleção de Amarante. “A troca de experiência foi muito boa. A maior dificuldade para nós foi o Edilson porque ele ainda está em forma.”

A Seleção Brasileira de Master entrou em campo, ao som da banda Nova Euterpe, por volta das 16h com Pilito, Ronaldão, Zenon, Júnior, Mauro Galvão, Marcelo Ramos, Edilson Capetinha, Paulo Sérgio, Tiago Vasconcelos, Ari e Paulo Roberto. O atleta Viola estava no comando do time.

Já a Seleção Master de Amarante começou a partida com Derlan, Nêgo, Antonio Luís, Noel, Lourinho, Bigó, Josa, Aluísio, Gilvan, Marcondes e Zé Vilarinho.

O atleta Viola disse ao SOMOS NOTÍCIA que o carinho na recepção em Amarante emocionou a todos da Seleção. “Sabemos o quanto é difícil juntar grandes atletas, razão pela qual quero parabenizar a administração de Amarante e ao empresário Ari por esta realização. Muitas cidades grandes não têm esse contato com os atletas. Estamos emocionados! Para nós foi gratificante porque o povo daqui é simples e carinhoso”

Sabendo que Amarante objetiva resgatar o esporte, o atleta Paulo Vitor disse em entrevista que lamenta o descaso de anos que impediu o sonho de muitos jovens.

“A gente fica feliz, inicialmente, por termos sido bem recebidos na cidade de Amarante, mas lamentamos a situação do esporte que durante anos ficou adormecido no município. A gente espera que a nossa vinda alavanque o esporte de Amarante. Nós vimos as crianças jogando bola no estádio, e isso é bom! Nós viemos passar a mensagem para os dirigentes e para os jovens que todos podem sonhar e chegar a uma seleção brasileira”, disse Paulo Vitor.

O árbitro da partida, João Neto, traz consigo a experiência de dois anos em campo, mas, segundo ele, “o coração bateu mais forte” em apitar para os atletas nacionais. “Há um grande movimento na nossa cidade hoje por uma ação da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Esportes. A sensação é diferente e o coração bate muito mais forte por arbitrar essa partida.”

A secretária de Esportes de Amarante, Lidiane Macêdo, deu as boas-vindas ao público e agradeceu aos atletas pelo apoio. “São ações que acontecem e transformam vidas. O sonho dos nossos jovens não pode ser interrompido pela falta de oportunidades. Nós, como gestão, temos esse papel de fomentar o esporte. O prefeito abraça essa causa e vem apoiando incondicionalmente a Secretaria de Esportes.”

O ex-atleta de Amarante, Joaceli Barbosa, que iria atuar pela Seleção Brasileira de Master considerou que a iniciativa é importante, mas lamentou não jogar ao lado de quem muito admirou ao longo dos anos.”Não vou jogar por problemas de saúde. Hoje vou atuar como torcedor e como apaixonado do futebol. Eu iria jogar com a Seleção Brasileira. A seleção não veio completa. Seria um prazer jogar com eles, mas, infelizmente, não pude”.

O atleta da Seleção Master de Amarante, Marcondes, em entrevista, fez um apelo à administração referindo-se ao futuro do esporte no município. “Eu estou achando muito bom esse trabalho do Diego Teixeira. A gente estava triste em ver o estádio esquecido. Para mim, retornar a essa praça é muito bom. Eu queria que a administração olhasse com bons olhos para o esporte e para esses talentos que temos. A gente quer que tudo isso vá para a frente ajudando a nossa classe pobre e sofrida, principalmente no futebol.”

O vereador Rogério Macêdo, também da organização da partida, afirmou que Amarante viveu neste domingo um momento ímpar na sua história. “Nunca ocorreu um evento como este na cidade de Amarante, com a presença de grandes atletas. A determinação do prefeito Diego é que nós resgatemos o esporte e, em especial, o futebol. A cidade de Amarante está de festa.”

O administrador do estádio, Zé do Né, disse estar feliz com a iniciativa da atual administração e também pela satisfação da população do município. “Estou feliz! É um trabalho árduo, mas é um objetivo alcançado, e todos estão interessados e satisfeitos. Por felicidade nossa temos um apoio tão convincente hoje. Pela primeira vez isso acontece em Amarante. É uma graça muito grande.”

A iniciativa, segundo o desportista José Silveira, tira os jovens de Amarante da ociosidade. “A iniciativa é perfeita. O que mais importa é que o esporte traz o que é bom e tira os jovens das drogas. Essa é uma excelente oportunidade em que o prefeito trouxe para todos os craques do passado de grandes clubes. Eu estou emocionado!”

Uma partida realizada antes do jogo oficial, reuniu jovens de Amarante e também de São Francisco do Maranhão. O prefeito Adelbarto Santos assegura que a partida pode gerar bons frutos para as duas cidades. “É muito importante esse encontro com os atletas. Toda e qualquer iniciativa que vise desenvolver a prática do esporte e melhorar a qualidade de vida das pessoas é fundamental para São Francisco e para Amarante. Nós, em São Francisco do Maranhão, temos uma coordenação muito boa sob o comando do Régis e do Geraldo. Eu acredito que teremos bons frutos com essa partida. Nós entendemos que temos uma prática muito boa, mas precisamos evoluir para o profissionalismo. Queremos mais pessoas em grandes times através dessas iniciativas.”

O prefeito de Amarante, Diego Teixeira, falou ao público referindo-se à reabertura do estádio como um pontapé inicial para o resgate do futebol. “Quero dizer que é um orgulho recebermos todos vocês, dando um pontapé inicial do resgate do nosso futebol. O estádio estava fechado, e fizemos uma força tarefa para a realização desse evento. Sejam bem-vindos, o jogo é festivo e a gente espera que a população aproveite”.

O atleta Paulo Vitor oficializou a entrega de uma camisa da Seleção Brasileira sob forma de reconhecimento dos atletas da Seleção pela idealização e execução do evento. A doação da camisa foi feita ao gestor pelos campeões do mundo Edilson e Viola. “O resultado é o que menos interessa, o que mais interessa é o carinho e a confraternização de todos”, encerrou Paulo Vitor.

Os atletas da Seleção Master de Amarante receberam de autoridades do município Certificados de Participação conferidos aos renomes da história do futebol local em reconhecimento à importante participação e contribuição ao futebol amarantino.

Seleção Brasileira de Master em Amarante | Fotos: Denison Duarte

Abaixo, fotos da carreata realizada na tarde deste domingo, pouco antes da partida entre a Seleção Brasileira de Master em Amarante