11:01 pm - sábado novembro 18, 2017

Em Amarante, secretário estadual de Mineração realiza palestra sobre riquezas naturais do Piauí

Edição e postagem: Denison Duarte, em 24-06-2016 18:59 | Última modificação: 24-06-2016 19:02
Hospital de Olhos

A Câmara de Vereadores de Amarante foi palco de uma palestra sobre as riquezas naturais existentes no Piauí, a exemplo do gás natural.

O evento aconteceu na manhã desta sexta-feira (24) com a participação de centenas de alunos do Polivalente de Ensino Médio.

Palestras com alunos de nível médio e superior vem também acontecendo em municípios-polo do estado com o apoio do governo por meio da Secretaria de Mineração.

Na Câmara foram discutidos grandes investimentos do Piauí que estão sendo realizados nas áreas de energias solar e eólica, como também no diamante, ouro, gás e petróleo.

A palestra, que também é ministrada para candidatos ao Enem, foi proferida pelo secretário de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, Luis Coelho.

“Nós precisamos mostrar a riqueza que tem o nosso estado, até porque vai servir de norteamento para novas profissões”, completa. Um dos assuntos amplamente discutidos foi a produção de gás natural e petróleo.

Ele assegurou ao Somos Notícia que as pesquisas de exploração do gás já avançaram consideravelmente em todo o Piauí.

“O primeiro poço está com perfuração programada do final deste ano para o início de 2017. Trata-se de uma programação técnica e que necessariamente é bem calculada para não haja erros”, disse ele ao afirmar que em todo o estado a previsão é de 20 poços a serem perfurados, um investimento, ao final, da ordem de R$ 100 milhões.

Os demais poços serão perfurados em locais e datas ainda não definidos. “As equipes já estão chegando no ponto final para sondar, o que significa que já existem todas as características positivas de se encontrar o gás natural nas áreas pesquisadas”, encerra.

Os resultados, segundo ele, vão possibilitar  a industrialização do gasoduto, uso de gás em fornos de produção de cerâmica, além da produção de energia através de termoelétricas.

Em Amarante e em outros 11 municípios da região centro sul do estado, uma equipe da empresa Ouro Preto realizou análises de dados, estudos geológicos e geofisicos para definição dos possíveis pontos de perfuração de petróleo.

Falando em avanços, o palestrante citou melhorias no setor elétrico, através da energia limpa. Diante do exposto aos alunos, o secretário assegura ainda que os alunos apresentaram sinais de perplexidade e curiosidade por desconhecerem as riquezas naturais do estado.

Um exemplo citado por ele foi em relação à energia eólica. Luís Coelho disse que o estado do Piauí está consumindo 800 mega de energia, enquanto está produzindo 1000. “Nós somos o único estado da federação que está exportando energia porque produzimos mais do que consumimos”, completa.

Para o professor do Polivalente, Valdemir Santos, a avaliação do evento foi positiva, tendo em vista o tema, que pode ser aplicado nos próximos exames do Enem. “Nós trabalhamos com ciclos de palestras. Agora trouxemos esse assunto pensando nos alunos que vão fazer o Enem. A palestra foi um sucesso.”

Edição, fotos e postagem: Denison Duarte

Riquezas naturais do Piauí em debate

riquezas naturais 20160624_105510  riquezas naturais 20160624_105505  riquezas naturais 20160624_105427 riquezas naturais 20160624_105424  riquezas naturais 20160624_105417 riquezas naturais 20160624_105404 riquezas naturais 20160624_105401 riquezas naturais 20160624_105357 riquezas naturais 20160624_105355  riquezas naturais 20160624_105330   riquezas naturais 20160624_105258 riquezas naturais 20160624_105254 riquezas naturais 20160624_105247 riquezas naturais 20160624_105244