3:08 pm - segunda-feira outubro 21, 4244

Confira fotos, vídeos e depoimentos sobre o jogo em Amarante entre Fim de Vida x Pé na Cova

Edição e postagem: Denison Duarte, em 23-07-2017 13:56 | Última modificação: 23-07-2017 22:41
Confira fotos, vídeos e depoimentos sobre o jogo em Amarante entre Fim de Vida x Pé na Cova

Foto: Denison Duarte

Hospital de Olhos

O Society Clube sediou neste sábado (22) a 4ª edição da partida entre Fim de Vida x Pé na Cova, festa de confraternização que acontece anualmente entre os ex-atletas da história do futebol de Amarante.

Com direito a torcida organizada e a música ao vivo, o amistoso em campo teve início às 17h20 e terminou empatado em 6 x 6. De acordo com a organização, a decisão foi unânime na criação de apenas dois times, e não quatro conforme foi anunciado.

Para um dos homenageados do evento, Rogério Macêdo, a festa representa, sem dúvida, os grandes momentos do futebol. “Participo há três anos dessa grande festa. Já fui goleiro, sempre colaborando de forma individual, e agora colaboro como parceiro da Secretaria de Esportes do nosso município, que também está apoiando esse acontecimento importante. A reunião desses grandes ex-atletas é uma forma de valorização ao que tivemos de melhor no futebol.”

O secretário municipal de Cultura, Ronaldo Brandão, participou da festa na torcida pela grandeza do evento nos próximos anos. “O que nós queremos é que se fortaleça a cada ano essa conquista, até porque contempla reconhecer nossos atletas como construtores da nossa identidade esportiva.”

Os depoimentos de ex-atletas durante a partida entre Fim de Vida x Pé na Cova

“O nosso evento precisa ser reconhecido pelo município porque é parte da nossa tradição e atrai pessoas de todos os lugares. Esse é um momento valioso para o futebol local e para Amarante. Esse evento veio para ficar porque Amarante merece”, disse o ex-atleta, Orlando Soares.

“A festa este ano foi melhor que no ano passado, pois o público participou muito mais. O pessoal se divertiu muito mais com a brincadeira. Quem não veio este ano, precisa vir no ano próximo ano porque a brincadeira é gostosa”, afirmou o ex-atleta, Ismael de Araújo Costa.

“Por tudo isso, temos que agradecer a Deus e aos filhos ilustres de Amarante que amam o esporte. Essas pessoas da organização sempre lembram dessa riqueza que temos em Amarante”, disse o ex-atleta Lourival Vasconcelos (o Louro).

A confraternização rendeu homenagens a alguns ex-atletas, a exemplo do desportista Papagaio (Paguila), considerado um dos maiores atletas que Amarante já teve. Ele recebeu em sua homenagem uma chuteira de ouro doada pelo professor Pedro de Sousa, que fez a entrega ao homenageado.

“Eu sei o quanto é difícil organizar um evento como este na cidade. As pessoas não acreditam no esporte como deveriam. Esse evento é parte da história do futebol e essas homenagens são fundamentais, além de ser nossa obrigação por se tratar de um instrumento de reconhecimento social pelo que essas pessoas representaram para o nosso esporte”, disse o professor Pedro de Sousa.

“Eu pude perceber uma inovação. Pessoas que nunca tinham participaram dessa festa, esse ano compareceram em grande quantidade. Esse é um motivo de satisfação para todos nós. Isso é a comprovação de que o estímulo é grande. A expectativa foi atendida pelo quantidade do público e pela satisfação que nós percebemos nas pessoas”, afirmou Antonio Soares (o Tota), da organização do evento.

“Sinto que estamos a cada ano fortalecendo o nosso esporte por meio desses reencontros. O objetivo não é apenas confraternizarmos, mas fortalecermos a revitalização do nosso esporte”, disse Bebeto Soares – também da organização.

Medalhas foram entregues a desportistas que contribuíram para o futebol amarantino. Rogério Macêdo, professor Pedro de Sousa, Dedé Lima, Pêta, Louro, Antonio Bigode, Jurandi Júnior e Paguila. A animação do evento foi do grupo musical Rasga Mortalha.

Partida entre Fim de Vida x Pé na Cova | Vídeos e fotos: Denison Duarte e Leomar Duarte

Homenagem aos ex-atletas durante a partida entre fim de vida x Pé na cova