3:11 pm - quarta-feira novembro 23, 2416

Ministério da Pesca inicia cadastro de criadores de peixe, em Amarante

Edição e postagem: Denison Duarte, em 18-06-2014 23:44 | Última modificação: 18-06-2014 23:47
Hospital de Olhos

Piscicultores de Amarante tiveram o primeiro dia de cadastramento junto ao Ministério da Pesca nesta quarta-feira, 18, na sede da Prefeitura de Amarante. No primeiro momento foram cadastrados 21 criadores de peixes. A medida vai possibilitar por meio da empresa Emplanta – Projetos Agropecuários, a aplicação de técnicas de melhoria na piscicultura feita em tanques e açudes.

A iniciativa é do Ministério da Pesca, através da Colônia dos Pescadores em parceria da Prefeitura de Amarante, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Amarante, segundo a secretária Socorro Sousa, possui aproximadamente 60 criadores de peixes. Ela afirma que “nem todos criam peixes com a utilização de técnicas profissionais. Esse cadastramento vai permitir que os piscicultores sejam acompanhados por profissionais do Ministério da Pesca, para um melhoramento não somente na criação, mas na qualidade da produção dos peixes”, assegura.

O cadastramento foi realizado durante a manhã desta quarta-feira, na sede da Prefeitura. “Eu estou otimista. É uma oportunidade muito boa para o município passar a produzir peixes com acompanhamento técnico”, encerra.

A empresa Emplanta – Projetos Agropecuários, por meio de uma chamada pública vai prestar também os serviços de assistência técnica aos produtores de Amarante.

De acordo com o engenheiro agrônomo, Caio Lúcio, o acompanhamento será mensal, mas o início somente se dará quando decorridos os dois meses de cadastro dos criadores de peixe do município. “Vamos fazer até julho o cadastro dos beneficiados e no próximo semestre faremos reuniões com os produtores. Nós vamos acompanhá-los mensalmente, vendo as dificuldades no cultivo num período de dois anos, que é o período do programa.”

Segundo ele, a intenção é cadastrar os aproximadamente 60 piscicultores que tem o município. O prazo para o desenvolvimento de técnicas e habilidades no processo de cultivo, diz ele, “está atrelado ao cumprimento inicial dessa meta” que talvez demore alguns dias a ser alcançada por falta da Declaração de Aptidão (DAP) dos produtores. “Os cadastros continuarão sendo feitos na sede da Prefeitura. Alguns dos pretendentes não têm DAP, o que vai demandar muito tempo para a obtenção do documento”, encerra.

Edição e postagem: Denison Duarte

Fotos: Luíza Neta

 

10273425_712642425466745_1219989644101594748_n 10334424_712642212133433_3519452496045637433_n 10487997_712642128800108_7292452048261741556_n 10473983_712642082133446_5359066793859855335_n 10450765_712641725466815_6507586565908238293_n 10468370_712641695466818_6622916091227146271_n 10320449_712641638800157_7851100232421259512_n

CLIQUE AQUI PARA CURTIR A PÁGINA DO SOMOS NOTÍCIA NO FACEBOOK

Dia 20 de junho, grande festa no clube Os quarentões de Amarante nos 10 anos da banda Nelinho Lemos – O furakão do forró (Veja matéria completa)10368251_630659770345429_8007905315192844779_n

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE