11:01 am - quarta-feira novembro 22, 2017

Amarante vai receber de 15 a 19 de novembro o II Circuito Cultura Viva; inscreva-se nas oficinas!

Edição e postagem: Denison Duarte, em 09-11-2017 14:07 | Última modificação: 10-11-2017 15:57
Amarante vai receber de 15 a 19 de novembro o II Circuito Cultura Viva; inscreva-se nas oficinas!

Foto: Denison Duarte

Hospital de Olhos

Amarante será sede da cultura do território Entre Rios, de 15 a 19 de novembro, quando representantes de outras 19 cidades estarão no município para o II Circuito Cultura Viva. O projeto está sendo executado em todo o estado com iniciativa do Ministério da Cultura por meio do Governo do Piauí com o apoio da Prefeitura de Amarante e do Ponto de Cultura do bairro Escalvado.

Uma reunião com os coordenadores do projeto no Piauí aconteceu na sede Secretaria de Cultura, em frente à prefeitura, no final da tarde dessa quarta-feira (8), com a participação de músicos, escritores, poetas, religiosos, representantes de entidades, membros do poder público municipal, empreendedores, comerciantes e membros de entidades filantrópicas. A finalidade, segundo os organizadores, foi apresentar a importância sócio-cultural do II Circuito Cultura Viva para Amarante.

O Circuito como resgate cultural

O Circuito vai acontecer com a finalidade de oportunizar o resgate das manifestações culturais com descoberta de talentos locais, ainda promovendo nas escolas pela manhã e à tarde a realização de oficinas de teatro de bonecos, teatro, hip-hop, grafite, música, conserto e confecção de brinquedos, oficina de audiovisual e dança.

A exemplo de outras cidades do Piauí por onde já foi executado, o II Circuito Cultura Viva evidencia o firme propósito de envolver a sociedade como um todo na realização das oficinas. “O nosso público-alvo são todas as pessoas que quiserem participar, a partir de 10 anos, sem limite de idade. O evento é aberto à população, e acontece de quarta a domingo com apresentações artísticas culturais nas praças. Trazemos também uma mostra de filmes piauienses que são exibidos ao público”, disse ao Somos Notícia a supervisora estadual do projeto, Gracivalda Albano.

Para o coordenador do Circuito no Estado, Roberto Saboia, o projeto deveria servir de modelo para ser implantado em todos os estados brasileiros. “Esse é um projeto que foi pensado para pontos de cultura, que nós resolvemos abrir também para as comunidades, e tem dado super certo! Este projeto deveria servir de modelo para o Ministério da Cultura para que fosse implantado em todos os estados”, disse ele ao afirmar que “já existe uma proposta do secretário de Cultura, Fábio Novo, que visa transformar esse trabalho em um projeto estadual”.

Vitrine de talentos

O secretário municipal de Cultura, Ronaldo Brandão, considera que o evento será uma vitrine para os talentos e artistas do lugar. “Eu fiquei emocionado durante a reunião em ver a oportunidade que chega à nossa população. Por esta conquista, agradecemos a Deus e a todos que possibilitaram que ela chegasse a Amarante. Não posso deixar de mencionar como essencial o nosso ponto de Cultura, representado pelo presidente João Catita.”

“Nós da Cultura participamos dessa provocação na escolha do nosso município para esses eventos. Já realizamos o Festival de Quadrilhas, a Semana Cultural e agora vamos fazer uma mostra voltada à Cultura, para as nossas ricas manifestações, para o nosso DNA. Nós estamos trazendo oportunidades para os nossos artistas locais, para os nossos talentos mostrarem seu potencial. Ficamos felizes demais, agradecemos também à Secretaria Estadual de Cultura e ao Ministério da Cultura. Tudo isso é mais do que merecido para o nosso município, que tem a cultura como parte do seu DNA”, pontuou.

Benefícios à cultura

O prefeito Diego Teixeira considera que este será um dos maiores acontecimentos em benefício da cultural local já realizados na história de Amarante, ocasião em que ele manifesta pleno apoio à realização e parabeniza aos idealizadores.

”Nós, administração e população, temos que abraçar essa iniciativa que só vem acrescentar benefícios à nossa cultura, além de agregar valores à nossa identidade. O que sempre defendemos é que haja o fortalecimento da nossa cultura de modo que ela não mais se acabe, pois a encontramos abandonada e sem nenhuma força dentro do nosso estado”, disse o gestor.

“Nós resgatamos o Cavalo Piancó, a banda Nova Euterpe, o Bumba Meu Boi, os festivais de quadrilhas, o esporte, as danças em geral, oportunizamos lazer e bem-estar aos nossos jovens por meio da Assistência Social, dentre outras ações. Tudo isso por ser uma preocupação da nossa gestão com a identidade cultural que temos”, completou.

As inscrições para as oficinas serão gratuitas, devendo começar na próxima segunda-feira na sede da Secretaria de Cultura e no Ponto de Cultura, no bairro Escalvado.

II Circuito Cultura Viva, de 15 a 19 de novembro | Faça sua inscrição gratuitamente!

 

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE