10:56 pm - sexta-feira novembro 17, 2017

‘Com a greve do IFPI, todos nós temos grandes prejuízos no Enem’, afirma aluno de Amarante

Edição e postagem: Denison Duarte, em 09-10-2015 09:13 | Última modificação: 09-10-2015 13:06
Hospital de Olhos

Com a greve dos professores do Instituto Federal do Piauí (IFPI) encerrada na última quarta-feira, 7, depois de 132 dias de paralisação, resta uma preocupação para os alunos: o Eném e as férias ficam comprometidos quase na sua totalidade.

Com o retorno, após o fim da greve, o calendário é refeito para completar os 200 dias letivos. “A gente fica esse tempo todo parado, mas na certeza de que quando tudo volta à sua normalidade, nada é como deveria ser. Somos prejudicados até no Eném por causa da perda dos conteúdos”, disse o estudante.

De Amarante são 60 alunos que se deslocam para o município de Angical do Piauí todos os dias para as aulas de Informática e Administração. São 66 quilômetros num percurso de ida e volta. Para conduzi-los até o IFPI são usados um micro-ônibus e duas vans, um gasto em torno de R$ 150,00 por aluno, e sem nenhuma ajuda de custo.

Poucos dias antes do final da greve, professores e alunos participaram de uma manifestação no município de Angical reivindicando melhoria salarial, dentre outros itens favoráveis à categoria.

20151009045924 20151009045923 (2) 20151009045923 (1) 20151009045923

Edição e postagem: Denison Duarte