8:57 pm - terça-feira novembro 21, 2017

Parceria firmada entre STR, Emater e prefeitura contempla 540 famílias com entrega de sementes

Edição e postagem: Denison Duarte, em 01-03-2016 11:50 | Última modificação: 01-03-2016 12:00
Hospital de Olhos

Entrega de sementes – Apesar da longa espera pelo período das chuvas e da demora na chegada do milho e feijão, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR) em parceria com o Emater e Prefeitura de Amarante estão entregando 2700 Kg de sementes, que vão contemplar 540 famílias de agricultores em todo o município.

A entrega ao agricultor iniciou na manhã desta terça-feira (1º), dois meses após o início das chuvas, que começaram a cair na região no começo de janeiro.

O engenheiro agrônomo do Emater, Francisco Terto, além do atraso, há outra dificuldade: a quantidade recebida. “Nós pedimos ao SDR 6 mil kg de milho, recebemos apenas 700kg. Não vai atender a toda a necessidade. Do feijão foi feito o pedido de 2 mil kg, esse veio na quantidade que pedimos”

FAMÍLIAS BENEFICIADAS
Segundo ele, a cada família de agricultores está sendo entregue 3kg de feijão e 2kg de milho, perfazendo 540 famílias de trabalhadores rurais que serão atendidas com a entrega.

A distribuição das ações na doação das sementes acontece sob forma de parceria. O Emater fez o pedido das sementes, a prefeitura fez a busca em São Pedro do Piauí e o STR disponibilizou profissionais para a entrega, dentre eles, o diretor de políticas agrícolas, Luís Viana.

RISCOS DE INGESTÃO DE SEMENTES
O engenheiro Francisco Terto alerta aos agricultores quanto aos riscos de ingestão das sementes em razão do uso de produtos químicos. “As sementes são para o plantio, e não para o consumo! Se é semente, ela vem tratada para o plantio e não para ser consumida. Ele (o grão) é bonito e muita gente confia e quer consumir e pode sofrer consequências”

Dentre as reações provocadas pelo consumo indevido Francisco Terto fala em intoxicação, diarreia, tonturas, vômitos.

A presidente do STR, Luíza Neta, aposta na parceria com o Emater. Ela fala na importância da junção como forma de alcançar resultados positivos ao homem do campo.

“A entrega de sementes é uma das nossas primeiras ações, dentre muitas que estão por vir. Assumimos o compromisso de servir ao trabalhador em todos os sentidos, dentro do nosso alcance. A parceria com o Emater é algo que vai somar, sem dúvida! O Emater é um parceiro que eu acredito. Tranquilamente essa parceria vai muito longe”, disse Luíza Neta.

ÍNDICE PLUVIOMÉTRICO EM AMARANTE
De acordo com dados do Emater, repassados ao Somos Notícia, além da demora na chegada das chuvas, a variação pluviométrica já ocasiona perdas nas lavouras do município.

“Já há dificuldades na lavoura por conta do variação do índice pluviométrico. Esperamos que não haja perdas mas se forem confirmadas acima de 50%, o agricultor terá direito ao garantia safra”, disse ele. Em janeiro choveu 482 mm, enquanto no mesmo período em 2015 choveu 91 mm; em fevereiro de 2016 choveu 83 mm, comprometendo as lavouras que foram plantadas com risco de perdas, enquanto no mesmo período em 2015, choveu 311 mm.

Em Amarante, 800 agricultores efetuaram o pagamento da taxa que assegura o repasse do garantia safra em caso de perda do plantio. O valor destinado ao agricultor é de R$ 800,00, que será dividido em 5 parcelas, segundo o Emater.

 

Edição, postagem e fotos: Denison Duarte

Entrega de sementes

Sementes 20160301_094322

Sementes 20160301_094325

Sementes 20160301_094334

Sementes 20160301_094352

Sementes 20160301_094402

Sementes 20160301_094406

Sementes 20160301_094411

Sementes 20160301_094415

Sementes 20160301_095721

Sementes 20160301_095745

Sementes 20160301_095803

Sementes 20160301_095805

Sementes 20160301_095806

Sementes 20160301_100420

Sementes 20160301_100422

Sementes 20160301_100438

Sementes 20160301_100516(0)

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE