5:42 pm - sábado novembro 18, 2017

Administração: alunos do Pronatec realizam em Amarante a I Feira de Empreendedorismo; fotos

Edição e postagem: Denison Duarte, em 17-12-2016 22:59 | Última modificação: 26-12-2016 11:16
Hospital de Olhos

Os alunos do curso de Administração, do Pronatec, realizaram em Amarante neste sábado (17), a I Feira de Empreendedorismo.

A iniciativa levou à praça Quincas Castro, no centro da cidade, estandes para apresentação das cinco empresas criadas pelos alunos, sob a orientação dos professores do curso.

As empresas são: Sucos time, ADM Modas, Arte confecções, Coffee Break e Mania Gelada.

Enquanto faziam a exposição dos seus produtos, as equipes eram avaliadas por representantes da VI Gerência Regional de Educação (VI GRE). As equipes empreendedoras tiveram observados os seguintes critérios:

– criatividade e inovação;
– metodologia e qualidade técnica do trabalho;
– exposição e recepção;
– participação e integração;
– contribuição do professor orientador.

Segundo análise da VI GRE, a empresa que melhor atendeu as condições foi ‘Mania Gelada’, seguida da ‘Sucos Time’.

Para o gerente da VI GRE, Francisco Moura, os integrantes das equipes estão no caminho certo, faltando apenas incentivo. Ele fez uma avaliação positiva da ação empreendedora do curso em Amarante.

“As principais empresas da atualidade começaram assim. Essa garotada precisa apenas de incentivo. Minha avaliação é positiva, e isso nos deixa contentes pela elevação que o Pronatec tem trazido para a VI GRE. É gratificante ver o empenho dos alunos, dos professores, dos pais e da sociedade”, disse o gerente parabenizando as equipes por terem buscado a participação do Sebrae.

A importância da experiência adquirida foi o foco dos alunos do curso em entrevista ao Somos Notícia. A maior parte diz que os negócios vão deixar de ser projetos de disciplina para se tornar empreendimentos com lucratividade.

Luíza Gabriela, 18 (Sucos Time)
“O negócio está dando certo por causa da união que temos. Começamos do zero, com participação em cursos de atendimento pelo Sebrae. Aprendi muita coisa com essa prática. Estamos todos animados querendo realmente abrir a empresa. Temos muito a agradecer à professora Claudilene pelo apoio incondicional.”

João Carlos Vieira, 17, (ADM Modas)
“A experiência é muito boa porque estamos tirando do papel para por em prática o que aprendemos na sala de aula. Fizemos uma análise de mercado e concluímos que a nossa empresa pode ser viável em Amarante”.

Camila Lívia de Sousa Costa Moreno, 19, (Arte confecções)
“Em nossa empresa, personalizamos produtos camisas e outros produtos. Nós queremos trazer algo inovador para Amarante. A nossa experiência tem sido algo marcante. Nós precisamos de ajuda para empreender mais ainda e trazer a sociedade até nós. A nossa empresa vai dar certo, se não desse certo eu procuraria uma profissão relacionada ao que estamos fazendo.”

Maria Zoraide da Silva , 17 (Coffee Break)
Ester Evellen, 17 (Coffee Break)
“Vamos trabalhar planos de melhorias no desempenho da nossa empresa. A gente não quer deixar a nossa empresa só no papel, até porque, em análise, vimos que Amarante necessita do produto que oferecemos. Concluímos que vamos alugar um local para trabalhar. O que estamos fazendo aqui é uma base do que a gente vai precisar. Vamos colocar o nosso estande durante os festejos de Amarante durante o dia, a partir do dia 22 para vender nossos produtos”

Maria Clara Erlânia, 17, (Mania Gelada)
“Nós pensamos bastante. Procuramos a plataforma do Sebrae e issso nos ajudou muito no nosso negócio. Nós vamos continuar vendendo nossos produtos na condição de uma empresa real.”

O colaborador dos alunos e funcionário do Banco do Brasil – em Amarante, Wagjon Ribeiro, acredita que a iniciativa pode representar uma mudança significativa no empreendedorismo local.

“Tudo o que está sendo feito é fruto de um trabalho, que é uma semente que eles mesmos plantaram. Amarante está carente de iniciativas em empreendedorismo. Esses meninos juntamente com a professora Lucileide, que foi peça fundamental, deram o pontapé inicial para que Amarante alavanque. Eu me sinto honrado em fazer parte desse trabalho. Não resta dúvidas de que a abertura de empresas é o caminho certo para os jovens no mercado de trabalho.”

Para a coordenadora do Pronatec, em Amarante, Maria Inês de Sousa Filha, a I Feira de Empreendedorismo foi uma iniciativa que valeu a pena.

Segundo ela, os alunos que desejarem registrar suas empresas vão ter apoio integral e assistência na parte burocrática e na orientação profissional.

“Eles sentiram o quanto é agradável a prática nos cursos. Eles estão sentindo o gosto bom do retorno com o trabalho. Nós corremos muito até chegarmos a esse objetivo. Os meninos ficaram satisfeitos. Valeu a pena essa primeira iniciativa como empreendedores. Nós vamos dar o apoio necessário para legalização das empresas deles e a assistência necessária aos novos profissionais”, afirmou.

A professora Lucileide Aquino, coordenadora da empresa Mania Gelada, falou emocionada sobre o projeto que idealizou para o curso de Administração.

“Eu não tenho palavras para definir o que sinto com a realização do projeto. É, de fato, um sonho fazer meus alunos se envolverem com esse projeto e aprenderem a empreenderem. Houve uma qualificação para que eles fizessem esse trabalho. Eu vou ser sócia do Mania Gelada e vou dar todo o apoio a eles. Colaboração do Wagjon no projeto.

I Feira de Empreendedorismo de Amarante