11:36 am - sábado novembro 18, 2017

Dona Coló faz 106 anos: ‘Ela é muito importante para nós’, diz emocionado o neto André Vieira

Edição e postagem: Denison Duarte, em 14-06-2017 23:46 | Última modificação: 10-08-2017 20:36
Dona Coló faz 106 anos: ‘Ela é muito importante para nós’, diz emocionado o neto André Vieira

Foto: Denison Duarte

Hospital de Olhos

ANIVERSÁRIO – Reunir os parentes e amigos para comemorar a chegada dos 106 anos de Dona Clotildes Ribeiro da Silva, carinhosamente chamada de Dona Coló, nesta quarta-feira (14), foi o que mais deixou felizes os familiares.

O dia se transformou numa grande confraternização que iniciou ainda cedo com os abraços dos parentes e as felicitações dos amigos a Dona Coló.

Nascida em 1911 na comunidade Santa Rosa, em Oeiras, ela se mudou com a mãe para Amarante após a morte do pai, dando início a uma longa vida onde a imposição do respeito se tornou o ingrediente principal no seio da família.

Com família constituída, Dona Coló ficou viúva em 1984, quando o esposo Inocêncio Pereira da Silva lhe deixou aos 86 anos com os oito filhos.

Do matrimônio o casal teve: Pedro Pereira, Augusto, Maria de Jesus, Maria Madalena, José (Zé Bezouro), Maria Helena e João Pereira; dos filhos surgiram 60 netos, que lhe deram 40 bisnetos, que continuam dando continuidade à árvore genealógica.

Sua lucidez foi interrompida paulatinamente, a partir de 2013 quando sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). O neto André Vieira foi a última pessoa da família a vê-la com saúde.

“Eu tinha ido para a escola. Ela me disse que tinha algo para me contar, e logo começou a tossir. Ela me pediu um aguardente e nunca mais ficou lúcida. Aos poucos a vovó foi se degenerando, isso em maio de 2013”, contou o neto.

Dona Coló, segundo a família, sempre foi caprichosa em seus afazeres domésticos e familiares. “Todos da família tinham que pedir a bênção a ela, senão era bronca na certa. Na atividade profissional, ela foi uma excelente lavadora de roupas e uma engomadora como ninguém”, disse André Vieira.

Lembrando com saudades da saúde da “vovó”, o neto disse ao SOMOS NOTÍCIA o que mais lhe chamava a atenção nela, considerada o maior exemplo de vida na família: “ela sempre exigia respeito às pessoas, e esse respeito a gente leva para toda a família”

“A gente fica feliz porque Deus lhe deu esses 106 anos. Ela sempre foi um ensinamento para todos nós. É algo importante e valoroso. A vovó é como se fosse o cartão postal da família”, finalizou André Vieira ao dizer: “ela é muito importante para nós”.

Álbum da família de Dona Coló