4:55 am - domingo novembro 19, 2017

Diretor da Agespisa, em Amarante, assegura que adutoras não são substituídas desde 1973; confira

Edição e postagem: Denison Duarte, em 09-01-2014 20:30 | Última modificação: 09-01-2014 20:37
Diretor da Agespisa, em Amarante, assegura que adutoras não são substituídas desde 1973; confira

Hospital de Olhos

Depois de quase 48h sem água nas torneiras, a população de Amarante recebeu na manhã desta quinta-feira, 09, a equipe de manutenção da Agespisa. O problema afetou os moradores de todos os bairros da zona urbana do município.

De acordo com o diretor administrativo da Agespisa em Amarante, José Ribamar, o ocorrido se deu em razão do rompimento da adutora, que é o conjunto de encanamentos responsável pelo transporte da água para os bairros do município.

O retorno da água somente aconteceu no início da tarde desta quinta-feira, 09, depois de substituídas as varas de cano da área que apresentou defeito. “O pessoal esteve aqui anteontem e ontem também, mas pôs apenas remendos e a adutora não segurou. A equipe atuou no local e, ao sair, a adutora estourou novamente”, disse José Ribamar, ao garantir na manhã de hoje que os canos com problemas seriam trocados.

Considerando suas afirmações, José Ribamar, durante entrevista ao portal Somos Notícia, foi questionado acerca da garantia do serviço e da possibilidade de outro defeito do gênero voltar a acontecer. “O serviço vai ficar bom, mas a gente tem que ver que essa adutora está debaixo do chão desde 1973, sem nenhum melhoramento ou substituição”.

Os moradores, afetados com a falta d’água, recorreram aos rios Parnaíba, Canindé e Mulato. A água estava sendo utilizada para todos os fins, principalmente para beber.