7:50 am - terça-feira novembro 21, 2017

‘Amarante está entre os 21 municípios do Piauí com maior presença de crack’, aponta CNM

Edição e postagem: Denison Duarte, em 09-07-2015 16:08 | Última modificação: 10-07-2015 09:05
Hospital de Olhos

O mapa do crack divulgado recentemente pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) aponta que a droga está presente em quase todos os municípios do Piauí. 21 deles estão afetados em alto nível, 64 têm nível médio, enquanto outros 54 têm baixo nível da presença do entorpecente.

O quadro pode ser mais grave, considerando que outros 85 municípios não repassaram as informações à Confederação, como Teresina e Parnaíba. As informações foram obtidas no site do Observatório do crack. A atualização dos dados é feita com registros entregues pelos municípios.

Os dados apontam para maior incidência os municípios com maior número de habitantes, a exemplo de Esperantina, Barras, Altos e Campo Maior. Proporcionalmente, municípios com pequeno número de habitantes também registraram números preocupantes da presença da droga como Paquetá, Fartura do Piauí, Simões e Francisco Santos.

“Esta é uma realidade triste”, afirma o comandante da Polícia Militar (PM) Carlos Augusto sobre o resultado da avaliação do mapa. “Há 20 anos a droga era a maconha. Hoje o crack faz parte da maioria das cidades e várias pessoas se tornaram dependentes dele. Mais de 80% dos pequenos furtos são realizados por usuários de crack. Em operações, a PM já apreendeu mais de 1 tonelada de drogas em Teresina e no interior só neste ano”, relatou o Comandante.

Para o Coronel, o Piauí ainda não possui uma rede de tratamento capaz de auxiliar no combate às drogas. “O Estado ainda não tem a estrutura adequada e necessária para o tratamento dos usuários”, lamenta Carlos Augusto.

A maioria dos municípios atingidos pelo tráfico não possuem um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), que realiza tratamento com usuários de drogas e busca a ressocialização do indivíduo. Dentre as 21 cidades afetadas em alto nível, apenas quatro delas – Campo Maior, Altos, São Pedro do Piauí e Amarante – possuem Caps.
Crack
Relação das cidades com alto nível de presença do Crack: Bom Princípio, Esperantina, Barras, Campo Maior, Altos, Palmeirais, São Pedro do Piauí, Amarante, São José do Piauí, Paquetá, Santa Cruz do Piauí, Francisco Santos, Campo Grande, Simões, Guadalupe, Fartura do Piauí, Morro Cabeça do Tempo, Monte Alegre do Piauí, Baixa Grande do Ribeiro e Curral Novo do Piauí.

Edição e postagem: Denison Duarte
Com informações do Portal O Dia