3:11 pm - segunda-feira novembro 22, 7728

Vereadora Mylana Vilarinho insere Amarante na lista de atendimentos da Carreta da Mulher no PI

Edição e postagem: Denison Duarte, em 05-08-2015 11:03 | Última modificação: 28-02-2016 21:02
Hospital de Olhos

Lançado na última segunda-feira, 3, em Teresina, o projeto Carreta da Mulher virá para o município de Amarante para 15 dias de atendimento ao público com o objetivo de identificar o câncer de mama precoce em pacientes do município.

De acordo com a vereadora Mylana Vilarinho (PT), que está à frente da conquista, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) prontamente atendeu sua solicitação. “Já estou com o requerimento pronto para apresentar na Câmara de vereadores no próximo sábado, dia 8”, disse a legisladora.

O projeto conta com duas carretas para todo o Piauí. Trata-se de uma ação do Governo do Estado, resultado de uma parceria entre a Sesapi e a Fundação Maria Carvalho Santos, gerenciadora do serviço. Ao todo, há quatro profissionais para o pronto atendimento: um coordenador, um médico e dois tecnólogos. Dentre os equipamentos da Carreta da Mulher, há dois mamógrafos e um aparelho de ultrassonografia.

Obedecendo ao cronograma de atendimentos, o município de Amarante deverá ser contemplado em, no máximo, dois meses. O projeto, também intitulado Amigos do Peito, deverá realizar em Amarante até 40 atendimentos por dia.

De acordo com a vereadora, serão realizados exames de mamografias e ultrassom de mama, que deverão ser analisados em Teresina. Os laudos, segundo ela, deverão ser encaminhados à Secretaria Municipal de Saúde de Amarante. “Durante a permanência da Carreta da Mulher no município”, diz ela, “os casos de oncologia serão encaminhados para tratamento em Teresina”.

“A saúde está chegando à nossa porta, esse é o nosso propósito. Eu, como enfermeira e como mulher, quero dizer que me sinto feliz com essa conquista para o nosso município, contribuindo para a saúde de nossas mulheres”, encerra a vereadora.

O projeto é voltado a mulheres com idades entre 50 e 69 anos. Abaixo de 50 anos, a paciente somente deverá passar pelo atendimento em caso de necessidade constatada. Independente da idade, a mulher deverá apresentar o encaminhamento do médico da unidade de saúde onde a mesma é atendida.
Carreta da mulher

Edição e postagem: Denison Duarte

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE