12:26 am - segunda-feira outubro 23, 2017

Em Amarante, mulher ameaça de morte o próprio irmão e tenta matá-lo ateando fogo na residência

Edição e postagem: Denison Duarte, em 08-08-2017 13:25 | Última modificação: 08-08-2017 21:48
Em Amarante, mulher ameaça de morte o próprio irmão e tenta matá-lo ateando fogo na residência

Foto: Leomar Duarte

Hospital de Olhos

BRIGA EM FAMÍLIA – Uma intriga em família levou uma mulher, identificada como Maria Hilda, 40, a atear fogo na casa do próprio irmão, conhecido como Paulo José dos Santos, 47, no início da noite desta segunda-feira (7), em Amarante. A casa é de taipa não revestida e coberta de palha.

O caso aconteceu na comunidade Flor de Maio, zona rural do município. Segundo depoimentos de Paulo José, feitos à Polícia Civil, o intuito da irmã era matá-lo por causa de um desentendimento envolvendo a filha da vítima, que tem apenas 2 anos.

A discussão iniciou quando Paulo José foi à casa de Maria Hilda com um cipó na cintura para buscar a filha e foi barrado pela acusada do crime por dar a entender que iria bater na criança. Paulo José foi agredido, segundo o próprio relato, e ameaçado pela irmã, que garantiu que iria atear fogo em sua casa para matá-lo. Ele diz que deu um tapa na irmã após ser agredido.

“Ela se zangou comigo porque eu fui buscar a minha filha para dar um banho, dar o jantar dela e deitá-la. Quando minha mulher colocou a menina na cama, sentiu o mau cheiro de fogo no teto. Ela jurou de matar a mim, minha esposa e minha filha”, disse Paulo José ao Somos Notícia.

Os dois moram próximos e já haviam discutido em outros momentos. “Já tivemos outras discussões, mas ela nunca tinha jurado de fazer isso comigo”, completou.

A família perdeu tudo. Todos os móveis e a casa foram destruídos, incluindo utensílios, mas ninguém ficou ferido. O homem escapou da tentativa de homicídio, ficando apenas com a roupa do corpo e com os pés descalços.

De acordo com a vítima, não há informações de testemunhas do crime, o que, segundo a polícia, será a versão da vítima contra a versão da acusada, que nega com veemência ter ateado fogo na casa do irmão. A Polícia Civil iniciou na manhã desta segunda-feira as investigações.

Paulo José os Santos é casado, tem duas filhas e é filho de Arão José dos Santos e Maria Emília da Conceição. Após o incêndio, segundo o Boletim de Ocorrência, a vítima está provisoriamente na residência da sogra.

Emocionado, Paulo José pede ajuda dos amarantinos para conseguir roupas, calçados, alimentos para os filhos, utensílios de casa e até mesmo, ter de volta o próprio domicílio.

Quem puder ajudar deve entrar em contato com o irmão da vítima na Rua José de Fontes, nº 285, no bairro Escalvado, em Amarante. A ajuda pode ser em dinheiro, mantimentos, roupas, dentre outras. O que for doado deverá ser entregue a Sílvio José dos Santos.

Briga em família | Polícia Civil está na investigação do caso