8:10 am - terça-feira novembro 21, 2017

Secretária de Saúde ouve moradores do Saco da Cachoeira e assegura reativação do Posto de Saúde

Edição e postagem: Denison Duarte, em 18-08-2017 20:08 | Última modificação: 20-08-2017 13:56
Secretária de Saúde ouve moradores do Saco da Cachoeira e assegura reativação do Posto de Saúde

Foto: Denison Duarte

Hospital de Olhos

ATENDIMENTOS – A secretária municipal de Saúde de Amarante, Antonia Carvalho, visitou a comunidade Saco da Cachoeira na noite desta quinta-feira (18). Na ocasião, ela se reuniu com a população visando esclarecer dúvidas dos moradores acerca dos atendimentos da Equipe de Saúde da Família (ESF) na localidade.

Participaram também da reunião a coordenadora municipal da Atenção Básica, Fátima Noleto, e a enfermeira da equipe, Luciana Noleto, além de moradores e representantes da associação da comunidade.

Depois de confirmarem durante a reunião que a equipe da ESF está atendendo adequadamente a comunidade, os moradores foram enfáticos ao pedirem a reativação do posto que está há três anos sem funcionamento.

De acordo com a secretária Antonia Carvalho, um relatório feito por um engenheiro aponta que “a obra está concluída, entretanto, não foi localizado o conjunto fossa / sumidouro. Devido às fortes chuvas ocorridas este ano, surgiram goteiras que estão infiltrando forro e parede. A cerca que impede a entrada de animais encontra-se danificada”.

O morador José Francisco Pereira da Silva afirmou que os atendimentos da equipe acontecem de forma regular na sede da associação da localidade, sendo a reativação do posto o que a comunidade mais espera.

“O pessoal da ESF está vindo para a comunidade, e o atendimento está bom para nós moradores. Quando há a necessidade de ir para a cidade para serem atendidos, sempre dá certo. A questão é que ninguém agrada a todo mundo. O que nós queremos é que o posto funcione para os atendimentos”, disse ele.

O funcionamento do Posto de Saúde, segundo o morador José Francisco, representa uma tranquilidade para a comunidade. “O que mais queremos é que o posto passe a funcionar. Nesses três anos que ele ficou sem funcionar gerou muita dependência para os moradores”, reforça.

Para os atendimentos na localidade, a equipe da ESF conta com dois agentes de saúde que acompanham 173 famílias, segundo a Secretaria de Saúde. Além dos agentes, há também um enfermeiro, um dentista e uma técnica em Enfermagem.

De acordo com a secretária Antonia Carvalho, os cronogramas de atendimento da equipe contemplam também outras comunidades, a exemplo do Alto Alegre, Várzea, Dois Coqueiros, Assentamento Araras, Unha de Gato, Nova Olinda, Ponta da Várzea, Veredinha, etc.

A agente de Saúde da localidade, Hilda Maria, assegurou que “a reunião foi de grande valia para a comunidade. Na medida do possível, a equipe está indo bem. Todo o trabalho é feito de acordo com o cronograma e nunca deixou de acontecer atendimentos na comunidade”

O agente de saúde, Manoel José, confirma que “o posto há anos não funciona. Apesar disso, aqui na comunidade os moradores estão recebendo vacinas, visitas, palestras, consultas e reuniões. O que a equipe não pode fazer na comunidade é transferido para a Secretaria de Saúde.

Quanto ao funcionamento do Posto de Saúde, com base no relatório, a secretária Antonia Carvalho assegurou que as adequações precisam ser feitas para que ele volte a funcionar. Segundo ela, em pouco tempo o mesmo estará disponível para a comunidade e em condições adequadas de uso.

“O nosso objetivo com essa reunião era dar uma satisfação para a comunidade e explicar sobre as adequações que precisam ser feitas no posto para que ele passe a funcionar com brevidade. Nós fizemos um diagnóstico para ver as condições de todos os postos, foi quando vimos no relatório do engenheiro que o posto não estava em condições de funcionamento. Quando entregarmos, ele vai estar equipado com o que for necessário”, encerra.

Atendimentos no Saco da Cachoeira | Fotos: Denison Duarte