7:52 pm - sábado julho 22, 2017

Bloquear sinal de celular em presídios custará R$ 1,1 bi

Edição e postagem: Denison Duarte, em 11-08-2013 10:24 | Última modificação: 11-08-2013 10:24
Educandário Menino Jesus

São Paulo – Os gastos do Governo do Estado de São Paulo com sistemas para bloquear o sinal de em presídios chegarão a quase 1,1 bilhão de reais. A informação é do jornal Folha de S. Paulo, e os valores devem envolver equipamentos para 30 dos mais de 150 presídios no estado.

Os custos representam um terço do orçamento da Secretaria de Administração Penitenciária. Mas, mais surpreendente, eles equivalem ao dobro do que será gasto com comida, higiene e alojamento de todos os presos em São Paulo – são quase 200 mil deles.

A licitação deve ser lançada na semana que vem, e a ideia é instalar os bloqueadores de sinais nas trinta prisões entre novembro deste ano e março do próximo.

Os sistemas testados são um gerador de ruídos e um simulador de estação rádio base (ERB), e os gastos mensais com em cada um dos presídios ficarão entre 1 milhão e 3 milhões de reais. Entre os locais que receberão um dos sistemas, estão as prisões de Presidente Venceslau, Avaré e Guarulhos.

Os experimentos com as duas ferramentas vêm acontecendo desde o começo do ano, e terminaram no mês passado. De acordo com o governo e com as empresas que fizeram os testes, o vazamento do bloqueio de sinal foi resolvido, e ‘a precisão foi cirúrgica’, como afirmou o dono de uma das companhias à Folha.

A concorrência na licitação não se limitará aos dois sistemas, no entanto. Entrará também na disputa uma ferramenta que consiste em duas maletas portáteis, que também bloqueiam sinais de celulares e de internet sem fio.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE