3:08 pm - sexta-feira outubro 20, 6378

Aplaudido por prefeitos, Renan critica número de ministérios de Dilma

Edição e postagem: Denison Duarte, em 10-07-2013 19:33 | Última modificação: 10-07-2013 19:33
Hospital de Olhos

Diante de uma plateia formada por prefeitos de todo o país, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), criticou nesta terça-feira (9) o número de ministérios do governo Dilma Rousseff e os critérios usados pelo Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para conceder empréstimos a empresários. Atualmente, a Esplanada dos Ministérios possui 39 pastas.

“Eu fui relator de uma medida provisória que de uma vez só mandou R$ 30 bilhões para o BNDES. É essa prioridade que a partir de agora nós vamos ter que discutir: se é necessário mandar o dinheiro para a educação, se é necessário criar uma carreira para contratar médicos com recursos do governo federal, ou se é importante manter 39 ministérios”, declarou.

Tentando demonstrar sintonia com as reivindicações dos chefes dos executivos municipais, o senador alagoano enfatizou que, na opinião dele, é necessário promover uma redefinição das prioridades orçamentárias.

“O que temos que fazer diante desse quadro de desonerações [de impostos]: dar mais prioridade aos municípios no Fundo de Participação [dos Municípios] e fazer atualização per capita dos programas federais ou mandar 80, 90, 100 bilhões [de reais] para o BNDES emprestar a meia dúzia de empresários?”, declarou Renan, arrancando aplausos dos prefeitos.


Para maiores informações, confira!